Paulo (à esq.) e Lauro, numa Reunião do I Ching
O Ensinamento em São Paulo

Os irmãos Paulo e Lauro Raful, então em sua juventude, entraram em contato com o Ensinamento, primeiramente na América Latina, e finalmente em Paris. Lá passaram a trabalhar com o médico Dr. Michel Conge, um aluno direto de Gurdjieff.

Os irmãos Raful ficaram sob orientação do Dr. Conge até seu falecimento em 1984, e foi com a autorização e o estímulo dele, que os dois fundaram, ainda na década de 60, o Grupo Gurdjieff em São Paulo.

A seguir algumas colocações de Paulo Raful sobre o trabalho interior:

‘O mestre espiritual pode ser considerado como alguém que já tem um certo percurso nesse caminho, e acumulou experiência suficiente para transmitir a outros o que ele vivenciou. [...] É simplesmente, de maneira bem concreta, alguém que tem uma experiência rica nesse tipo de busca, de inquietação.’

‘...toda a ciência dos Movimentos repousa em grande parte na ciência e na arte da descontração, do relaxamento.’

‘Caminho é uma emanação da Verdade, que pode expressar-se em latitudes e momentos históricos diferentes.’

‘O Caminho é um doce e suave perfume. O perfume de um outro mundo.’

‘O Caminho pode ser definido como a grande compreensão. [...] A idéia de compreensão implica encontrar a verdade das coisas.’

‘Há caminhos duros, caminhos mais ásperos, mas todos contêm, de alguma maneira, mesmo que os seus participantes não compreendam, uma dose importantíssima de amor.’

‘O Quarto Caminho, o ensinamento do Sr. Gurdjieff, tem como preocupação fundamental a compreensão de princípios. Visa, antes de tudo, compreender os princípios do universo, os princípios do ser humano, os princípios da vida.’